quinta-feira, maio 31, 2007

São inexactas as palavras... inúteis os gestos... soam ridículas as lágrimas perante a dor de alguém a quem a doença tem vindo a roubar a vida cedo demais.

2 comentários:

Miguel disse...

As palavras, gestos e as lagrimas resultam de um sentimento e brotam, nascem e soltam-se inevitavelmente. Mas não, não resolvem nada.

ana maria disse...

Mas a presença que se faz sentir, amiga, pode, mesmo sem parecer, ser auxílio nessa dor...