quinta-feira, maio 03, 2007

Só porque me sorriste nessa tarde o sol inundou a cidade. E no meio do asfalto, entre o rumor dos táxis, surgiram de repente árvores agrestes cheias de flores e pássaros. E eu senti-me feliz, como se ouvisse, tangido lá da infância, um toque de novena; ou percorresse, alheado e sozinho, num dia de verão, entre o zumbir dos insectos, um caminho de aldeia.

4 comentários:

Gala disse...

hummm love is in the air ;)

beijinhos

Miguel disse...

Pronto! Tá tudo explicado!

Nilson Barcelli disse...

"E eu senti-me feliz, como se ouvisse,
tangido lá da infância,
um toque de novena;
"
Não conheço o autor do poema, mas gostei.
Bom fim-de-semana.
Beijos.

gaivina disse...

Tão simples e tão bonito.