domingo, outubro 22, 2006

da Patrícia e outras lembranças

Recordo como fui uma adolescente típica, com dias marcados por paranóias e euforias, por sonhos e paixões assolapadas, por crises de ansiedade e episódios de anorexia, de que aparentemente saí ilesa - ou não!
Na altura, lia, sofregamente, os volumes da Patrícia e sonhava protagonizar, como ela, aventuras e desvendar casos misteriosos.
Lembro-me de, pelos 13 ou 14 anos, ter passado aproximadamente um mês e meio em Lisboa, repartindo os dias entre as casas de diferentes familiares. De lá, trouxe a aversão aos vestidinhos, que troquei por umas calças amarelo-canário, artilhadas com bolsos, molas e fechos por todo lado e uma t-shirt de riscas bem coloridas, a fazer conjunto - a propósito desta vestimenta, lembro-me de uma vizinha de uma das minhas tias ter exclamado, atónita, ao ver-me:"Ah! Mas ela veste-se como as meninas de cá!" Depreendo que a senhora deve ter confundido Trás-os-Montes com Marte!!!
Acompanhou-me igualmente, no regresso, uma "doença" que começara a desenhar-se antes, mas que ganhou confirmação na capital, influenciada por uma das minhas primas e pelas amigas que, na altura usavam roupa verde-alface e cor-de-laranja e, pelo menos uma delas, calçava umas sandálias Colibri, anunciadas em tudo o que era outdoor em Lisboa: a "Duran-mania". Nunca fui de arrancar cabelo ou de emitir guinchinhos histéricos - como as fãs dos Beatles -, mas lembro-me de comprar a Bravo, na altura em alemão, de que não sabia uma palavra, só porque saía uma minúscula fotografia dos Duran Duran, de copiar para um caderno as letras das canções destes e de outros ídolos e de ornamentar - para desgosto da minha mãe - as paredes do quarto com fotografias em poster dos "meninos". Ao contrário da maior parte das raparigas, não tinha como preferido o Simon ou o John, antes o Roger, o baterista, talvez por parecer mais discreto - ???
Muita coisa mudou desde a minha adolescência - inclusive os meus gostos musicais -, mas confesso-vos que, de vez em quando, me sabe bem ouvir isto, pelos velhos tempos!

11 comentários:

TsiWari disse...

A Bravo, em alemão - só pelos posters e pelas letras, mesmo - a Salut, em Francês - aí também me apercebia do que escreviam.

E estas músicas todas. Passando pelo Falco, pela Nina Hagen, pelos Marilllion, e por tantos outros...

Bom recordar!

*

pintoribeiro disse...

Hum...boa semana, bjinho.

Araj disse...

beijinho de boa semana

aidil disse...

Que bem me soube na pausa pró almoço ouvir Duran Duran e recordar esses bons velhos tempos...bjinhos boa semana.

Ana disse...

na minha parede parou muito mais tempo Bono Vox!!!
Tb gostei destes rapazes jeitosos, para a época!!! gostava essencialmente dos seus vídeos(vídeoclip) The wild Boys era o máximo!!

Quanto à senhora, à dita senhora de lisboa: as vozes que vêm de baixo não nos atingem, trasmontanos!
ñ estou errada, lisboa é sul?! é lá em baixo?!!!
uma beijoca

Carlota disse...

Oh!... Também eu tive a panca dos Duran Duran... que acho que durou alguns anos! Tinha um dossier com tudo o que arranjava acerca deles e tudo.
Se bem me lembro, foi com grande prazer que deitei tudo fora uns anos depois...
Quanto às músicas deles, algumas ainda consigo ouvir de vez em quando, e esta é uma delas.
:)
Beijola

Barão da Tróia II disse...

Que saudaes desses tempos.Boa semana.

Miguel disse...

Era (e é) um prazer auditivo que dispensava os cartazes na parede.

Talvez por isso conviva bem com o recordar desses tempos e sons.

pinky disse...

pois que somos da mesma geração e partilhamos (como diz o outro) taras e manias, patricia, verde alface e rosa choque, duran duran, cabelos espetados, bravo, herois do mar....tudo isso e muito mais, as marcas de uma geração!

gala disse...

ke belas recordações ke tive agora, passou-me assim um flash dos meus tempos de menina e moça. afinal eramos todas muito parecidas. Tive uma fase em ke só ouvía The cure,joy divisoon etc e ke fazia o culto do preto completo, a minha mae passava-se com isso. lembro-me da época do aparecimento das rádios pirata...uiii ke belo tempo :p

beijos

Yashmeen disse...

Eu também lia a Patrícia e usava sandálias e botas Colibri mas penso que sou mais nova (tenho 26). Quanto aos Duran Duran, continuo fã, sendo que a minha favorita é "Come Undone", já de 93.