quinta-feira, março 16, 2006

enquanto não me ocorre mais nada...

Onde está o meu suor?
Num daqueles dias muito quentes, um gordo muito gordo, e não menos rico, não parava de transpirar; por isso decidiu chamar um dos seus criados para o refrescar com um enorme leque que jazia na varanda aos pés de uma cadeira de descanso.
O empregado obedeceu e o homem, que nadava em banhas e em dinheiro, recostou-se na cadeira de baloiço e deixou os pensamentos voar para bem longe. Não muito depois, o senhor verificou, com grande espanto, que toda a sua transpiração desaparecera; por isso apressou-se a perguntar:
- Onde está o meu suor?
O criado, enxugando as grossas gotas que lhe escorriam pela testa, respondeu muito calmo:
- Senhor, o seu suor está todo comigo!
in Contos da Terra do Dragão, Caminho

7 comentários:

Miguel disse...

Pudéssemos partilhar assim, dores e sentimentos, o bom e o mau, sem que fossem as banhas e o dinheiro de um ou a obrigação profissional de outro, que a isso levassem

Nilson Barcelli disse...

Até que enfim sei alguma coisa acerca do teu nome (já anda para to perguntar há imenso tempo...).
Não ouço a música, mas o problema deve ser meu.
Gordo rico é assim mesmo, nunca dá nada aos outros, mesmo que não precise...
Beijinhos.

Carlos Estroia disse...

O suor vai para aqueles que refrescam....

Abraços refrescados

gala disse...

eu costumo suar em grupo ( nao, não é nada do ke estas a pensar ) ...é mm ginásio ;) gosto de ver/ouvir o teu sítio com música..fica-te bem. beijinhos e boa sexta

pinky disse...

maravilhoso conto! adoro contos! não há mais? :) jokas e bom fim de semana!

Araj disse...

Boa metáfora do que deveria ser (é quero acreditar) uma amizade verdadeira...

xana disse...

Deep, gostei muito.
E deixo-te um abraço forte!