terça-feira, fevereiro 21, 2006

"fitness e friends"



Saíra no encalço de si, fugindo de si… A rua devolveu-lhe a estranheza de rostos cujos traços sabia de cor, a violência de semblantes sisudos, de gestos crispados… Caminhou por ruas que faria de olhos fechados, de cabeça erguida, de mãos nos bolsos, fingindo-se confiante e anónima. Em forçado alheamento, captou sons, cheiros e cores. Evocou dias dos quais retém apenas a lembrança vaga, por isso, doce. Espalhou um ou outro “Bom dia!” maquinal. Colheu sorrisos na proporção dos que semeou. Entrou nas lojas na atitude de um autómato, cumprimentando sem efusividade, mas numa educação aprendida, os balconistas, pedindo o que pretendia e saindo, sem demora. De vez em quando, acordava para o propósito que a conduzira ali: encontrar-se, nas ruas, nos cheiros, nas cores, nos rostos dos outros… vislumbrar um resquício de si, do que fora, do que desejaria ser, do que deveria ser… Fazia agora o caminho de volta. Alargou a passada. Procurava chegar a casa, antes que o frio lhe tolhesse os movimentos, lhe gelasse a alma. Rodou a chave na porta. As mãos geladas – esquecera-se, como sempre, das luvas -, o corpo a exigir alimento e um banho quente. Ligou a rádio. A voz de Rui Veloso, resgatada do baú da memória, entoava “Saiu para a rua decidida…”, numa insistência de que não quis adivinhar o significado. Tomou um banho quente. Deitou-se no sofá. Deu consigo a rir às gargalhadas com mais um episódio de “Friends”… Antes de se deitar, colou, na porta do frigorífico, um post-it: “Não esquecer de comprar uma caixa de flocos!”…

9 comentários:

Araj disse...

Que linda metáfora...

ASAAA disse...

lindo!

alyia disse...

eh pah mas não compres desses que são uma treta :)
Gostei do post :)

pinky disse...

e agora dorme descansada, e tem um bom dia amanhã, bjkas.

MPR disse...

Ainda à procura, ainda estou à procura...

Carlota disse...

Muito giro o teu texto!
(E eu também ADORO o Friends...)
Beijola

Miguel disse...

"Tantos anos tantas noites
Sem sequer uma loucura"

Bitta disse...

Bonito post!

Também tenho o frigorífico cheio de recados com notas: "não esquecer..."!!!

Carlos Estroia disse...

Fuga, ausência, existencialismo, comprovado em pequenas coisa num papelinho numa gargalhada.
Lindo!

abraços