terça-feira, janeiro 17, 2006

pensamentos dispersos

Busquei a eternidade num poema. Os deuses não me foram favoráveis...

6 comentários:

aidil disse...

Procurei a felicidade à minha volta,e de tanto girar perdi o alcance do seu verdadeiro sentido...

deep disse...

Amiga, por vezes, é preciso parar, reflectir e reencontrar essa felicidade onde a deixámos, sentada, à sombra de uma árvore, à nossa espera...
Um xi apertado!

xana disse...

Força!

Um abraço meigo para vós.

Miguel disse...

Talvez noutro lado?

deep disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
deep disse...

Xana, obrigada pela força!
Miguel, a poesia não é, com certeza, o caminho. Pensando bem: pra que queremos nós a eternidade?