quarta-feira, outubro 19, 2005

"Quase" Um pouco mais de sol - eu era brasa. Um pouco mais de azul - eu era além. Para atingir, faltou-me um golpe de asa... Se ao menos eu permanecesse aquém... (...) Mário de Sá-Carneiro "Liberdade" Ai que prazer Não cumprir um dever, Ter um livro pra ler E não o fazer! Ler é maçada, Estudar é nada. O sol doira Sem literatura. O rio corre, bem ou mal, Sem edição original. E a brisa, essa, De tão naturalmente matinal, Como tem tempo não tem pressa... (...) F. Pessoa Escolhi estas estrofes para abrir o meu blog, porque me ocorrem frequentemente por traduzirem estados de alma que me caracterizam.

Sem comentários: