quinta-feira, outubro 20, 2005

Castanhas
Está próxima a apanha das castanhas. O amarelo de Outono tinge as folhas dos castanheiros. Nos soutos, o silêncio é quebrado, de quando em quando, pela queda dos ouriços que atraiçoam as cabeças dos mais desprevenidos. O trabalho do campo (se não for em excesso) restitui-me alguma paz, faz-me esquecer os livros, o trabalho e os problemas. Mas melhor é poder, ao chegar a casa, tomar um banho quentinho, pôr as castanhas no assador e comê-las, em galhofeiro convívio, enquanto se desfiam histórias antigas que, pelo picaresco, assumiram o estatuto de anedotas caseiras.

Sem comentários: